Aplicações do GPR

O GPR é o método mais utilizado na geofísica por sua agilidade de aquisição e por sua versatilidade de aplicação. Ele pode ser utilizado para verificar a integridade de estruturas de concreto, determinação de interferências (tubulações enterradas), mapeamentos geológicos (determinação de zonas de fraturamento, mudança de litologia, profundidade do topo rochoso), batimetria (fundo de rios e lagos), área forense (detecção de cadáveres e provas de crime), área ambiental (detecção de plumas de contaminação), etc.

Mais sobre o método

O GPR é atualmente o método geofísico ativo mais indicado para análise da estrutura em superfícies planas, apresentando excelentes resultados sobre muitas características/tipos geológicos. Diferencia-se dos demais métodos pela visualização detalhada das camadas próximas da superfície, possibilitada pelas ondas eletromagnéticas utilizadas. Outra característica que destaca este método é a enorme versatilidade operacional (equipamento leve e portátil) que permite a cobertura de grandes áreas num curto intervalo de tempo, visualizando desta forma uma amostragem espacial bastante detalhada.

A tecnologia GPR é constituída por um gerador que emite impulsos de energia eletromagnética para o subsolo através de uma antena transmissora; esse sinal ao penetrar no subsolo sofre refração, e também reflexão, ao atingir as descontinuidades presentes no meio de propagação. A radiação refletida é depois captada ao retornar à superfície por uma antena receptora. Tal como na sísmica de reflexão, a informação que se obtém das estruturas é obtida da interpretação do tempo que o sinal demora a ser detectado após ter sido refletido numa interface.

O GPR pode operar com diversas frequências, onde cada uma dessas frequências é correspondida uma antena. A escolha da antena a ser utilizada depende do objetivo do levantamento (dimensões e profundidade do alvo), bem como as condições geológicas locais. Sinais de alta frequência produzem alta resolução com pouca penetração, ocorrendo o inverso para sinais de baixa frequência.

Rolar para o topo